Imagem capa - 5 Dicas Para Escrever os Votos de Casamento por Vinicius Vogel

5 Dicas Para Escrever os Votos de Casamento

Você não tem a impressão de que o tempo parece curto quando o assunto é organizar o seu casamento? Parece que foi ontem que você noivou, que recebeu aquele pedido lindo para ser noiva ou que decidiram que, depois de tanto tempo juntos, era hora de dar mais um passo e se tornarem marido e mulher?

Se você tem essa impressão de que o tempo voa, você não está sozinha. Ele realmente voa.
E é tanta coisa pra pensar, como escolher o vestido, escolher o fotógrafo dos seus sonhos, escolher o salão, escolher as madrinhas e padrinhos, decidir quem vai participar, qual o estilo do casamento.... Chega a tirar o fôlego só de pensar.
E quando chegam os últimos dias, uma amiga pergunta: posso ver os votos que você escreveu?

Vixi Maria... Votos? E você lá teve tempo de lembrar de escrever os votos?

Essa é uma tarefa que, muitas vezes, passa despercebida até o último momento e os noivos acabam tendo que resolver nas últimas horas antes do casamento. Já aconteceu até de pedirem opinião para o fotógrafo.

Mas há alguns meses a Maggie e eu conhecemos a Thais Zanchettin, que tem o projeto "Com amor vírgula", que é um serviço especializado em escrever votos e textos para ocasiões especiais e pedimos algumas dicas para trazer pra você sobre como escrever os votos de casamento.

Tá, Vini, mas porque fazer votos personalizados?

Além da razão óbvia de serem votos personalizados, eles são mais ricos em emoção e trazem sentimentos únicos do casal que vão além dos tradicionais "na saúde e na doença, na alegria e na tristeza". Sem falar no fato de que, fica lindo na hora de fotografarmos o seu casamento.

Esses textos, recheados de juras autênticas, marcado por traços pessoais e que contam a história do casal, dão mais significado à promessa feita para a nova vida que vocês terão pela frente.
Os votos personalizados são mais do que um juramento; são uma declaração de amor.
Eles proporcionam não só uma conexão profunda entre os noivos, mas também integram os convidados àquele momento tão especial. A cumplicidade com a história sensibiliza todos os presentes – sejam eles pais, parentes ou amigos.
Mas e como resumir a trajetória do casal, os sonhos para o futuro e as juras que serão feitas em um único texto? Esse é um dos serviços oferecidos pelo projeto “Com amor vírgula”, que preparou com exclusividade 5 dicas para escrever os votos de casamento:


Sinceridade e muito amor são a chave na hora de escrever os seus votos

1 - defina sua mensagem-chave: o primeiro passo é encontrar qual frase ou declaração resume a ideia principal dos votos. Não se preocupe se essas mensagens forem clichês como "eu te amo", "você é a pessoa mais importante", "eu preciso de ti", "nascemos um para o outro". Elas servirão apenas de base para os próximos passos.

2 - faça-se perguntas: para fugir do clichê e das palavras vazias, é preciso dar concretude aos sentimentos, às emoções. Para conseguir isso, é necessário um exercício de entrega e reflexão. A partir da mensagem-chave, relembre a história de vocês dois, os bons e maus momentos, as situações mais importantes, faça-se perguntas para entender como o sentimento foi construído. Consciência é o nível mais sutil do afeto.

3 - pense no seu amor e nos planos para o futuro: todos gostam de deixar marcas pessoais uns nos outros, por isso, pense sobre quem é a pessoa pela qual você se apaixonou, quais as características mais marcantes dela. Também eleja quais promessas, entre tantas, você considera necessárias fazer e que são valores importantes ao seu par. Entregue em seus votos a certeza de que você conhece profundamente o seu amor.


Escreve com o coração! Não tente parecer o que você não é!

4 - escreva com o coração e com seu próprio estilo: com as respostas aos questionamentos anteriores, já será possível deixar para trás as palavras vazias e as mensagens protocolares. Para construir o texto, seja fiel ao seu estilo e à linguagem que você usa com o seu amor e com os seus familiares. Elenque o que é mais importante e construa o seu texto.

5 - seja sempre verdadeiro: não escreva palavras que não for capar de sentir genuinamente. Além de soar falsas, elas podem tirar a credibilidade de todo o discurso. Não escreva bonito em detrimento da autenticidade. Somos capazes de emocionar apenas com sinceridade e entrega. A beleza vive muito mais perto da verdade do que da perfeição.

Gostou das dicas? Então pegue um lápis e um papel e vamos escrever os seus votos.
Mas se você preferir a ajuda de alguém que entende muito do assunto, você pode falar com a Thais Zanchettin, jornalista e escritora do projeto ";Com amor,"; (www.comamorvirgula.com.br) que ajuda as pessoas a escrever mensagens afetivas personalizadas, como cartas de amor, votos de casamento, textos de homenagem e minibiografias.

A Maggie fez até uma entrevista com ela!


Veja as 5 dias da Thaís Zanchettin para escrever os votos para o seu casamento!


Maggie: Thaís, como funciona o processo, desde a solicitação do cliente até o envio da carta?

Thaís: Desenvolvemos uma metodologia própria, muito embasada em técnicas jornalísticas de entrevista e reportagem, mas guiada pela sensibilidade e empatia. A etapa mais importante do processo é um bate-papo biográfico (entrevista estruturada), preferencialmente presencial (embora também ocorra por vídeo via internet – casos de pessoas que moram em outra cidade ou outro país). Nesta conversa, buscamos as informações para compor o texto. Antes do encontro, já peço para a pessoa que contratou o serviço que mande fotos, músicas ou outras referências que me permitam conhecer mais a pessoa homenageada (esta seleção também ajuda que as emoções sejam “ativadas” no entrevistado). Depois da entrevista, que dura, em média, uma hora, e de posse das informações, eu escrevo o texto. Então inicia-se o processo de aprovação/ajustes. Os votos precisam ficar com as palavras e a “voz” do cliente.

Maggie: Algumas pessoas tem dificuldades para expressar os sentimentos?
Thaís: A principal dificuldade, na minha avaliação, é que, para escrevermos mensagem afetuosas, que emocionem, é necessário um exercício de reflexão. Mas estamos acostumados a palavras fáceis, e as frases-clichê estão aí para cumprir esse papel protocolar. Ficamos no raso, por assim dizer, também pelo momento em que vivemos: do descartável, da agilidade, da superficialidade. Somos cobrados pela sociedade a sermos produtivos, a sermos bem informados, a sermos bem relacionados. Falta tempo para tantas “tarefas”. Nessa correria, na minha opinião, as pessoas acabam deixando de cuidar do outro com gestos e palavras no dia a dia mesmo.
Por isso acho importante a escrita afetiva ou afetuosa, para falarmos àqueles que são importantes sobre o que representam para nós. A mensagem afetiva é uma forma de tentar ‘compensar’ essa falta de demonstração de carinho diária imposta pela lógica da rapidez que permeia nossa rotina.
A escrita afetuosa não é uma escrita somente sobre sentimentos ou histórias de vida. É também uma escrita para emocionar, para afetar. Emocionar é tocar profundamente.
As pessoas que já ajudei a escrever seus textos, normalmente, são pessoas mais sensíveis, que acreditam no poder que mensagens sinceras têm. O que percebo é que sabem o que sentem, mas não percebem como aquilo foi construído, o que aquilo proporcionou de mudanças. Esse exercício de reflexão, de olhar mais para dentro, de pensar com carinho na sua história, é que permite estabelecer uma conexão maior com aquele para o qual se destina o texto. Se pensarmos bem, os sentimentos são iguais para todos, falando a grosso modo. O amor de um marido por uma mulher, a amizade entre dois amigos, a saudade de alguém, as desculpas do arrependido. O que torna eles diferentes são as histórias particulares, é dizer por que e como eles foram construídos. E isso exige um exercício de reflexão

Maggie: Thaís, e esse nome... "Com amor, vírgula" como surgiu?
Thaís: O nome faz referência a uma despedida comum quando escrevemos uma carta, especialmente uma escrita com o coração e com a intenção de tocar e emocionar o outro. Em geral, aquele que escreve assina “Com amor, Fulano de Tal”. O nome resume bem o fato de que o texto foi escrito com entrega, com reflexão, com cuidado, com muito amor.


Pronta para escrever os votos? Sinceramente, a dica mais importante pra mim é a 5: ser verdadeiro.


Acredito que essa é a essência de qualquer relacionamento.


Gostou do trabalho da Thaís? Então você pode conversar com ela através do site www.comamorvirgula.com.br ou pela fanpage no facebook: https://www.facebook.com/comamorvirgula/


Se você já escreveu (e leu no casamento) os seus votos, posta aqui pra gente ver :D
Nos vemos em breve, no próximo post!

E se você ainda não sabe por onde começar, esse post é pra você: Vou Casar! E agora, por onde começar?

Está planejando um Mini-Wedding? Leia esse post: É hora de falarmos sobre Mini-Wedding!

Ou que tal um Destination Wedding? Leia esse post: Destination Wedding: 3 mitos e 1 verdade!

Quer saber como são os Cerimoniais de Casamento? Então leia esse post: Cerimoniais de Casamento Partre 1

Planejando a sua Lua de Mel? Então veja essas dicas: Planejando Sua Lua de Mel!





Maggie e Vini

www.viniciusvogel.com.br

vinicius@viniciusvogel.com.br